boi-dormir

Já ouviu essa expressão: “Conversa pra boi dormir”? Acredito que sim. Essa expressão é usada pra algo que nos contam que é mentiroso ou enfadonho.

Achei interessante usar essa expressão para definir mais ou menos o tipo de evangelho que está sendo pregado em muitas igrejas, seminários e por aí vai… Digamos que é “outro evangelho” como Paulo falou (Gálatas 1.9).

É o evangelho da troca de favores, você dá e Deus te devolve, interesseiro; uma mensagem que oprime ao invés de libertar com um discurso sem profundidade na Palavra, só pra passar o tempo dos ouvintes; com fachada de vivificador, mas que mata. É um evangelho pra “extra-terrestres” porque vai além dos limites humanos, estabelecendo regras quase que impossíveis de serem alcançadas e quando alcançadas, impossíveis de serem sustentadas. É o evangelho que não permite chorar (porque isso é para os fracos…), não permite ter tribulações (pois somos mais que vencedores…); que condena ao invés de salvar…

É um evangelho pra outro tipo de gente e não pra mim. Sou humana e cometo erros. Esse evangelho é muito alto e perfeito pra minhas imperfeições. Tem um formato diferente das minhas reais necessidades. Esse tipo de evangelho não é pra pessoas comuns, como eu e você, mas pra pessoas “especiais” como os fariseus, que “nunca” cometem erros e possuem um DNA “diferente” do resto da humanidade…

Que bom que o Evangelho de Jesus Cristo é para todos os mortais…

Anúncios

Sobre Maria Amélia

Sou esposa e mãe.

»

  1. ronaldonezo disse:

    quer homem mais fiel que Jó? ainda assim, Jó sofreu. seu sofrimento foi o mais amplo que algum homem poderia imaginar – perdeu bens, todos os filhos, a saúde…

  2. Paula disse:

    A onde devemos ir então?
    Essa realidade está tão próxima de nós,
    Estou incerida neste contexto,
    Sei que sou humana, minhas limitações, meus erros
    Sou confrontada com cobranças,
    Misericórdia Jesus pra nós, tua igreja!!!!!!!!

  3. Maria Amélia disse:

    Esse tipo de evangelho cansa e sobrecarrega.

    Jesus veio em um tempo de opressão religiosa que condenou ao falar dos fariseus: “Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los” (Mt 23. 4). Mas o próprio Jesus disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mt 11.29, 30)

    Jesus sabe que somos humanos e conhece nossas falhas, mas nem por isso deixa de nos amar e de continuar a investir em nós.

    Ele cumpriu a lei, e agora devemos viver nEle, procurando obedecê-lO. Não nos esquecendo do parágrafo anterior…

  4. Samuca disse:

    Olá, gostei muito de seus artigos, gostaria de te convidar para partipar de uma rede de troca de conteúdo, para mais detalhes me adiciona no msn co_herdeiro@hotmail.com ou me manda um email ok. Abraços. Samuel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s